Com passagem marcante pelo Botafogo, que terminou de forma confusa em menos de um ano, Camilo reencontrará o clube no domingo. Ele está cotado para ser titular do Internacional, no jogo no Beira-Rio.

Em entrevista à Rádio Globo, o meia revelou que não vai comemorar se fizer gol.

– Eu não comemoro gol no Botafogo. Já comemorei contra outros ex-clubes, mas contra o Botafogo é muito difícil, por tudo que representou para mim – admitiu.

O jogador deixou em aberto a possibilidade de retornar para o Botafogo no futuro, quando perguntado se sua história no clube ainda não se encerrou.

– Tem uma coisa no ar nesse sentido. A gente fica aguardando, de repente ter uma posição nessa carreira para discutir essa relação – disse Camilo, que recebeu proposta de cariocas em 2018.

– Do Fluminense houve consulta, o Botafogo procurou no início do ano. O Internacional não liberou pelo que fiquei sabendo. Estou trabalhando, buscando espaço no Inter. Em relação ao Botafogo, deixo nas mãos do empresário e na diretoria do Botafogo, se acaso houver oportunidade – explicou.

Por fim, Camilo explicou mais uma vez sua saída do Botafogo, no meio da Libertadores, para jogar a Série B no Internacional.

– Fui um acúmulo de coisas. Estava em um ponto que meu rendimento tinha baixado muito, tive lesão, voltei após 21 dias e não tive mais sequência. Teve questão com Jair, de não ir para o treinamento. Jogava fora da minha posição. Aconteceu. O Internacional me quis, cheguei a negar na primeira vez, mas na segunda não tive como. Não sei qual era o meu desejo realmente, coloquei muitas coisas na balança, mas agradeço ao Inter, tive upgrade, aprendi muito na carreira. Hoje estou mais preparado e maduro – comentou.

– Estou feliz aqui, apesar de ainda não ter chegado a uma sequência para mostrar o que sei, o torcedor observar, ver a reação. Entrei bem em jogos, na Série B entrava em todos, pude dar assistências. Estou em busca, tenho mais um ano de contrato, sou supervalorizado pelos profissionais, que têm total confiança no meu trabalho – finalizou.

Fonte: Rádio Globo