No dia em que Nilton Santos completaria 90 anos de vida, o lateral-esquerdo, falecido em 2013 e eleito pela Fifa como o melhor de todos os tempos na posição, foi lembrado na vitória do Botafogo por 4 a 1 sobre o CRB. Tiago Carleto, titular do setor no Botafogo, não cumpriu a meta de homenageá-lo com gol, mas se mostrou orgulhoso pelo desempenho do time.

O resultado positivo, além de aumentar a confiança da torcida, deixou o Botafogo na liderança da Série B do Brasileiro, que ainda está em sua segunda rodada. “Agora sim podemos falar em festa. O jogo foi difícil, eu não consegui fazer um gol, algo que eu já tinha colocado como meta para poder homenagear ele (Nilton Santos). Mas hoje no céu está tendo festa porque nós corremos e lutamos”, falou o camisa 6, que tentou mascarar a frustração por não ter balançado as redes.

“Até brinquei que faria uma homenagem para ele se fizesse o gol. Mas o que vale é que conquistamos os três pontos e mantemos a invencibilidade aqui. A vitória é para ele (Nilton Santos) e para a torcida, que festejou muito o resultado”, comentou em entrevista à ESPN o lateral, que viu Bill, Lulinha, Elvis e William Arão marcarem a favor do Alvinegro.

O primeiro, autor do gol que abriu o placar, preferiu colocar os pés no chão apesar da liderança da tabela e da boa sequência atuando na capital carioca. “Lá fora a torcida ainda está em festa, mas aqui a gente está trabalhando. Era aniversário do Nilton Santos, então temos que valorizar isso porque foi um cara que foi ídolo do clube. O resultado valeu pela dedicação do time”, disse Bill, que mudou o número da camisa para 99 por conta da empresa de táxis que patrocina o clube.

Fonte: ESPN.com.br