Carlos Alberto Torres critica René por dispensa do enteado: ‘Liguei e dei esporro’

Compartilhe:

Ao demitir o preparador físico Marcello Campello, o técnico do Botafogo, René Simões, abriu uma guerra com Carlos Alberto Torres, capitão do tricampeonato mundial da seleção brasileira. Marcello é enteado do ex-jogador e havia sido por ele indicado para o cargo em dezembro. Capita, que àquela época exercia no clube a função de “ministro do futebol”, está magoado com René, com quem teve uma áspera discussão após a dispensa de Marcello.

– Liguei para o René para saber o que houve e dei esporro nele. Tu acha que eu ia deixar pra amanhã? Aprendi que ele não merece minha confiança – reclamou.

Carlos Alberto Torres garantiu não ter ficado magoado com a demissão do enteado, mas com o que considerou falta de consideração do treinador, que não lhe comunicou que tomaria tal atitude.

– O problema foi o René, que sempre quis trazer o pessoal dele. Mas, por respeito a mim, poderia ter me telefonado antes de demitir. René é um cara que eu coloquei lá. Quando telefonei perguntando o que houve, ele disse que ia me ligar. Que nada! Ele nunca me ligou. Ele fala do Antônio Lopes, mas não cita meu nome uma única vez. Se foi campeão (da Taça Guanabara), foi porque eu botei ele lá. Fiquei sentido com a falta de consideração – desabafou.



Fonte: Extra Online
Comentários