O juiz da 24ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro manteve a primeira decisão, quando concedeu tutela antecipada ao atacante Henrique Almeida, e o contrato do jogador continua rompido com o Botafogo. O clube recolheu os impostos de 2013 e 2014, da gestão Mauricio Assumpção, mas no entendimento do juiz, esses valores foram recolhidos fora da data correta e por isso a decisão está mantida.

O departamento jurídico do clube vai entrar com um mandado de segurança do órgão para tentar reverter a situação. Então, neste momento, o atacante segue fora do Botafogo.

Informações que vem do Sul do país dão conta que o Internacional estava apenas aguardando a resolução deste imbróglio jurídico para confirmar o acerto com o jogador.

Fonte: Super Rádio Tupi