O Botafogo espera reverter a decisão da Justiça que liberou o atacante Henrique Almeida nesta quinta-feira. Na última sexta, a rescisão de contrato do jogador foi publicada no BID da CBF e, no mesmo dia, o Botafogo ingressou com um pedido de reconsideração na Justiça. O feriado de São Sebastião desta quarta na cidade do Rio impediu um novo julgamento, mas o clube está confiante em conseguir reverter a situação.

– Há essa possibilidade de o juiz antecipar a tutela. Eles juntaram extratos da Caixa onde não havia recolhido FGTS e por isso decidiu no mesmo dia. Mas apresentamos a ele a prova do pagamento efetuado, aquele extrato refletia uma situação ultrapassada. Já apresentamos nossas razões, provando que não devemos um centavo de fundo de garantia. A notícia de que saiu a rescisão no BID foi feita pelo juiz sem ouvir o Botafogo, mas ele deixou claro que é reversível. Se o clube provar o pagamento, a decisão vai ser revista. Estamos esperando uma ação judicial a qualquer momento, impreterivelmente até quinta. Não fosse feriado, sairia amanhã (quarta) – explicou o vice-presidente jurídico do Botafogo, Domingos Fleury, ao site Globoesporte.com.

Destaque do Coritiba na reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado, quando marcou 12 gols, Henrique Almeida está fora dos planos do Botafogo mesmo num caso vitorioso na Justiça – eles consideram que não há mais clima para o jogador. Se o Glorioso conseguir reverter a decisão, a intenção é usar Henrique como moeda de troca.

Fonte: Globoesporte.com