A CBF anunciou nesta segunda-feira os próximos amistosos da seleção olímpica. Em 24 de março, o Brasil enfrenta a Nigéria, às 19h, no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, Espírito Santo, e, no dia 27, encara a África do Sul, às 18h30m, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, Alagoas. A convocação para esses compromissos acontece na sexta-feira. E, de olho em uma das três vagas para jogadores com mais de 23 anos, está Jefferson. Hoje, o goleiro do Botafogo tem como maior concorrente Alisson, do Internacional, com quem também disputa a titularidade da seleção principal.

Copa do Mundo é unanimidade entre os jogadores. A Olimpíada também é um sonho?

Com certeza. É a única medalha que a seleção brasileira não tem, e todos pensam em ficar marcados na história por essa conquista.

A cobrança será maior por que o Brasil não tem um ouro olímpico ou por ser em casa?

Acho que por nunca ter vencido. Tem tempo que existe essa pressão para ganhar uma Olimpíada. Até mais do que na Copa do Mundo.

Depois do que aconteceu na Copa de 2014, a torcida vai ficar com um pé atrás?

Não. Vai apoiar até mais. É uma competição inédita aqui, e são jogadores mais novos, então, a torcida vai estar do lado do Brasil.

Como você avalia as suas chances de ser convocado?

Está em aberto, não é? O Brasil está bem servido de goleiros, qualquer um pode assumir essa vaga, mas eu vou em busca desse sonho.

O que você pode acrescentar?

Dentro de campo, é difícil falar, mas, em uma competição jovem, um jogador experiente ajudaria bastante em momentos de dificuldade.

Quem são os principais candidatos às três vagas?

É difícil dizer agora, porque não tenho muita noção do time que vai ser formado. Quando os jogadores forem encaixados, você vai ver qual posição está mais carente.

Uma vaga é do Neymar, não?

Sim. Ter a presença do Neymar é fundamental.

Messi está fora dos Jogos. Ficou mais fácil para o Brasil?

Vejo por um outro lado: a Argentina perde no individual, mas pode vir mais forte no coletivo.

Você acompanha as Olimpíadas, além do futebol?

É o único momento em que eu fico na televisão acompanhando e torcendo pelo Brasil em todas as modalidades.

De que esportes você gosta?

Como já fiz atletismo, gosto de acompanhar a modalidade. Também torço pela natação, pelo basquete… O que tiver, eu tô torcendo.

Fonte: Extra Online