Atual vice-presidente geral, Carlos Eduardo Pereira se pronunciou à Rádio Globo e falou sobre a possibilidade de os irmãos Moreira Salles investirem pesado no Botafogo, uma vez que estão financiando estudo sobre gestão. O dirigente pediu calma à torcida e lembrou que a situação não é tão simples.

– Não colocaria como salvação, mas como expectativa. Pessoas do potencial financeiro do João e do Walter contratarem empresa de grande porte significa que estão analisando com seriedade e responsabilidade, um ótimo sinalizador. Não tenha dúvida que é uma possibilidade. Eles não querem aparecer, têm perfil reservado. Acho que não deve ser coisa imediata, alguns na internet estão tratando como algo muito imediato, mas todos devem entender que é negociação, apresentação de modelos, vai envolver toda uma parte profissional, não vai acontecer de um dia para o outro. É fundamental a torcida continuar apoiando, adquirir planos de sócios, que acabaram de ser lançados e não tiveram boa receptividade, apesar de os preços serem altamente convidativos. É a torcida seguir apoiando o clube, todos nós apoiaremos medidas favoráveis ao Botafogo e que representem recuperação financeira e esportiva – declarou CEP.

O ex-presidente também comentou as dificuldades financeiras do Botafogo. Segundo ele, o clube até hoje paga pelo seu passado.

– A situação do Botafogo é muito clara. Precisa de dinheiro novo para fazer frente ao passado. O que recebe no dia a dia opera em um quadro de normalidade, paga o seu custeio. Para pagar o passado, que representa em torno de R$ 70 milhões, R$ 80 milhões, precisa de dinheiro novo, que vem de patrocínio, venda de jogadores e premiação em competições. Se não tiver dinheiro novo, precisa tirar do seu custeio. Agora, como vamos prever quando as ações trabalhistas de 2014, que não estão no Ato Trabalhista, vão estourar? Vêm penhoras inesperadas, como de transportadora aérea ou empresa de telefonia ou fornecedora de material esportiva que teve contrato rompido pelo presidente que me antecedeu. Como lidar com isso? Precisa de dinheiro novo ou acordos. Aí falta dinheiro realmente. Vai perdurar por um tempo até podermos ter um fluxo mais regular, mais previsível, país vem de crise, marketing e comércio sofrendo, PIB negativo, esperar situação do país dar uma melhorada – disse.

Fonte: Redação FogãoNET e Rádio Globo