Depois de ter vetado o Flamengo de utilizar o Estádio Nilton Santos, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, afirmou não se opôr à realização de clássicos entre clubes rivais na casa alvinegra. Em entrevista ao Globoesporte.com após o congresso técnico da CBF, realizado na segunda-feira, ele evitou se alongar sobre o assunto.

– Não, nenhuma preocupação. Não gostaria nem de me manifestar antecipadamente, uma vez que tem uma série de coisas para acontecer antes da determinação do local. A primeira delas em relação à torcida única. Não vou argumentar sobre hipótese, acho que primeiro precisa definir a questão da torcida única, que é fundamental para abalizar as atitudes de todas as outras partes – opinou o dirigente.

De acordo com o Globoesporte.com, o Botafogo fica refém do regulamento da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), que prevê jogos de grande porte no Maracanã – até então, fechado -, e no Nilton Santos.

A intenção da Ferj é que a decisão da Taça Guanabara seja no Nilton Santos. O estádio, porém, ainda pode receber uma das semifinais (Fluminense x Madureira ou Flamengo x Vasco, que seria em Juiz de Fora e agora voltou a ter local indefinido). No caso do clássico, ele teria de acontecer apenas com a torcida do Flamengo presente, por conta de liminar na justiça.

Fonte: Globoesporte.com