O presidente da Comissão de Arbitragem da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, esclarece que as medidas disciplinares impostas a toda equipe de arbitragem em razão dos erros técnicos apresentados na partida Volta Redonda x Botafogo, foram determinadas pela própria Comissão de Arbitragem, de forma antecipada a qualquer manifestação, seja de clube ou mesmo da presidência da FERJ.

Toda a equipe de arbitragem ora mencionada encontra-se temporariamente afastada de suas atividades, para ser submetida a uma reciclagem a cargo da Comissão de Ensino da COAF;

A COAF tem como princípio a imparcialidade e como meta a busca pela excelência dos profissionais de arbitragem; tem total apoio da FERJ no programa de treinamento desses profissionais, no qual aplica consideráveis investimentos e não admite a ocorrência de erros primários, após análise da Coaf, sob pena de afastamento para reciclagem;

A COAF , mesmo não estando subordinada a imposição de qualquer clube, preservando sua autonomia, também por determinação do presidente da FERJ, encontra-se à disposição de qualquer associação que lhe procure para esclarecimentos ou debates sobre suas partidas, conforme determinação do presidente da FERJ em diversas oportunidades, publicadas no próprio site entidade desde fevereiro de 2010 (parte do texto do documento, a seguir);

“A COAF-RJ, em horário previamente agendado, estará à disposição para receber todo dirigente que queira ponderar, questionar, debater ou obter quaisquer esclarecimentos sobre assuntos relacionados à arbitragem das partidas de seu clube, desde que mantidos os princípios básicos da democracia, moderação e sociabilidade.”

Em nenhum momento houve qualquer intenção de confronto ou desmentido ao Botafogo, cujo respeito mantemos no mais alto grau, admitindo-se, quando muito, a possibilidade de equívocos de interpretação na publicação da entrevista.

Rio de Janeiro, 6 de fevereiro de 2015

Jorge Rabello

Presidente da COAF-RJ

Fonte: Site da Ferj