Quando chegou ao Botafogo, o técnico René Simões sempre destacou que gostaria de contar com o atacante Jobson. No entanto, somente o nome dele não seria suficiente para garantir a vaga no time titular. O treinador queria comprometimento profissional do atleta. No início da temporada, a resposta do jogador está sendo aprovada pelo comandante alvinegro.

“Tenho todos os cuidados com o Jobson, como foi no Bahia, com psicólogos e profissionais que estavam à disposição dele. Ele está por conta própria, seguindo as regras, sendo disciplinado e cuidando do corpo. Jogador tem uma vida diferente porque ele ganha dinheiro durante 15, 20 anos, no máximo, para se sustentar durante uma vida. Jobson é o primeiro a chegar, se dedica às atividades com afinco. Vamos viver dia a dia”, ressaltou o treinador, em entrevista à Rádio Bradesco Esportes FM.

Jobson tem 3 gols na temporada, é vice-artilheiro do time em 2015 e tem se especializado em assistências para o artilheiro Bill, que soma quatro gols no Campeonato Estadual, um atrás de Fred.

O início do trabalho foi de remontagem do elenco alvinegro, tendo como meta a conquista da Série B do Campeonato Brasileiro. Por isso, René Simões e Antônio Lopes tiveram a missão de encontrar as peças com baixo custo para o Botafogo.

“Traçamos um perfil dos jogadores. Não contratei nenhum jogador fora do país. Não queria alguém rico, queria alguém com fome, que necessitasse do Botafogo. Temos a obrigação da conquista da Série B e fomos em busca do perfil de jogadores que sabem jogar esta competição, cumprindo as funções dentro de um time. O jogador que tem aqui foi visualizado para o Botafogo. Jefferson e Marcelo têm muito peso no grupo”, destacou.

Dupla afinada

René Simões assumiu como treinador e Antônio Lopes foi contratado para ser o gerente de futebol do clube. A dupla vem mostrando afinidade dentro e fora de campo, mas o técnico alvinegro faz questão de ressaltar que a grande contratação do Botafogo foi a permanência do goleiro Jefferson.

“Um complementa o outro, ajudando o esporte, O primeiro grande reforço do Botafogo foi a permanência do Jefferson, um gol de placa. A vinda do Antônio Lopes foi muito importante também porque não é fácil contratar 16 jogadores sem pagar nenhum centavo. Futebol não funciona nesta velocidade, mas está dando certo neste início no Botafogo”.

Jogo-treino no Maracanã

Nesta sexta-feira, o Botafogo vai fazer um treino no Maracanã, local da partida contra o Flamengo, no domingo. Pouco comum quando os jogos é neste estádio, a diretoria conseguiu a liberação para um jogo-treino diante do Queimados, às 16h (horário de Brasília).

“Qualquer treinador gosta de treinar no local da partida. Estava marcado para quarta-feira, mas ficou para sexta-feira. Vou fazer um treino tático e, com os suplentes, um jogo-treino com o Queimados”, explicou René Simões.

Fonte: Terra e Rádio Bradesco Esportes