A sete jogos do fim do Brasileiro, o Botafogo, com 35 pontos e apenas um acima da zona de rebaixamento, conta com a força de sua torcida para encerrar o jejum de cinco rodadas sem vitória. Além da expectativa de bom público por causa da promoção de ingressos para o duelo de hoje, às 17h, contra o Corinthians, no Nilton Santos, o time de Zé Ricardo ainda recebeu os alvinegros no treino de ontem no estádio.

Pressionado, o Botafogo resolveu se abraçar à torcida para se afastar da zona de rebaixamento. Pela segunda vez no ano, fez um treino aberto no Nilton Santos. A outra foi antes da final do Carioca, em maio. Até por causa dos motivos diferentes, os alvinegros compareceram em menor número ontem: foram mais de 500 pessoas, contra cerca de três mil na decisão estadual.

Outra diferença no clima entre esses dois momentos é que, ontem, os alvinegros não apenas apoiaram. Os cânticos e os aplausos foram o que mais aconteceu, ainda assim, houve espaço para protesto contra a diretoria e também perseguição e vaias a jogadores como Moisés, Rodrigo Pimpão, Lindoso e Aguirre. Já os mais ovacionados foram os goleiros Gatito Fernández, que após seis meses retorna à equipe recuperado de lesão no punho direito, e, principalmente Jefferson.

GATITO DE VOLTA

Apesar de todo o esforço de se aproximar do torcedor, o Botafogo ainda sofre com a desconfiança. Tanto que, mesmo com a expectativa de bom público por causa dos ingressos a partir de R$ 2,50 (meia-entrada), precisará melhorar em campo para conseguir uma vitória importante. A última no Brasileiro foi em 23 de setembro, sobre o Vitória em Salvador (4 a 3). Desde então, foram três empates com São Paulo (2 a 2), Vasco (1 a 1) e Ceará (0 a 0) e duas derrotas para Bahia (1 a 0) e Atlético-PR (2 a 1).

“Não podemos mais errar. É vencer ou vencer domingo (hoje). Tivemos uma queda nos últimos jogos, mas a semana foi positiva”, afirmou o técnico Zé Ricardo.

O treinador terá de volta, além de Gatito Fernández, Jean e Rodrigo Pimpão. Marcinho jogará no lugar de Marcelo Benevenuto, suspenso, assim como Luiz Fernando. Já Kieza, com dor no pé direito, segue fora e Brenner será mantido.

Fonte: O Dia Online