A fase “CR7” de Jobson, definitivamente, tem sido inspiradora para o atacante. Com o Botafogo em dificuldades, coube ao jogador fazer a diferença para dar a vitória  de virada ao Alvinegro por 2 a 1 sobre o Nova Iguaçu, neste sábado, no Engenhão.

Na comemoração, Jobson novamente imitou o famoso gesto “eu estou aqui”, imortalizado pelo astro português do Real Madrid (ESP). O camisa 7 botafoguense já havia proporcionado esta cena na partida diante do Friburguense.
Fases do jogo: O Botafogo iniciou a partida muito nervoso e o Nova Iguaçu se aproveitou disso. Embora o Glorioso estivesse criando oportunidades, o capricho nas finalizações dificultava a abertura do placar para a equipe alvinegra. Coube, então, ao time da Baixada explorar o contra-ataque e se dar bem. Após uma arrancada fulminante de quase 80 metros, o meia Dieguinho chutou cruzado e Marlon chegou de carrinho para balançar a rede.

Após não ter seu gol validado com a mão na bola de Paulo Henrique (embora o atacante Bill estivesse impedido), o Alvinegro voltou para o segundo tempo mais desorganizado, querendo resolver a questão no abafa. A equipe não criava como na etapa inicial, mas acabou sendo beneficiada com o gol contra do lateral direito do Nova Iguaçu.

Quando o jogo já se encaminhava para o fim, Jobson recebeu cruzamento e, de cabeça, encobriu o goleiro Jefferson para dar a vitória ao Botafogo.
O melhor – Jobson: Não se omitiu, brigou bastante com os zagueiros e foi beneficiado com um gol de cabeça no fim.
O pior – Paulo Henrique: O lateral-direito, definitivamente, foi o protagonista negativo da partida. Além de salvar um gol com a mão, ainda jogou contra seu próprio patrimônio, empatando a partida para o Botafogo.
Chave do jogo: O Botafogo criou boas chances, mas não esteve eficiente na finalização. O time pecou no sistema defensivo, que cedeu muitos espaços para os velozes atacantes do Nova Iguaçu. Venceu mais na vontade do que na técnica.
Para lembrar:

– Assim como já havia feito na primeira rodada, contra o Boavista, o goleiro Jefferson mais uma vez demonstrou frieza e aplicou um belo drible dentro da área.
– No primeiro tempo, o atacante Bill e o meia Willian Arão discutiram asperamente. No intervalo, no entanto, ambos se desculparam.
BOTAFOGO 2 X 1 NOVA IGUAÇU
Data: 21/02/2015, neste sábado
Horário: 17h (horário de Brasília)
Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia e Lilian da Silva Fernandes
Renda e público: R$ 214.490,00 / 10.885 pagantes/ 12.785 presentes
Cartões amarelos: Gilberto, Roger Carvalho, Sassá (BOT); Rodrigo César, Jefferson, Paulo Henrique (NIG)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Marlon, aos 11 minutos do primeiro tempo (NIG); Paulo Henrique (contra), aos 26 minutos do segundo tempo (BOT); Jobson, aos 37 minutos do segundo tempo (BOT)
BOTAFOGO
Jefferson; Gilberto (Luis Ricardo), Roger Carvalho, Renan Fonseca e Thiago Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Fernandes (Gegê) e Tomas (Sassá); Jobson e Bill
Técnico: René Simões
NOVA IGUAÇU
Jefferson; Paulo Henrique, Rodrigo Almeida, Jorge Fellipe e Cleyton; Rodrigo César (Vinícius Matheus), Luan, Dieguinho (Filipe) e Gláuber (Sampaio); Wescley e Marlon
Técnico: Eduardo Allax

Fonte: UOL