Um duelo de invictos vai movimentar a última rodada da primeira fase do Campeonato Carioca. O Botafogo encara o Boavista neste domingo, às 16 horas (de Brasília), em São Januário, em jogo entre duas equipes já classificadas para a segunda etapa. O time alvinegro, que vem de empate por 1 a 1 com o Vasco, soma 19 pontos no Grupo B. Já o representante da Região dos Lagos, embalado pela vitória de 2 a 1 sobre o Bonsucesso, tem 15 pontos no Grupo B.

Ricardo Gomes, técnico do Botafogo, considera a partida deste domingo muito importante pelo fato de o rival ter demonstrado qualidade ao longo da competição. Para ele, é um teste importante já de olho na segunda etapa.

“O Boavista parece ser o melhor time tirando os quatro considerados grandes. Portanto, esse jogo é muito importante em termos de teste, pois vai mostrar um pouco dos problemas que vamos enfrentar na fase que está por vir. A minha expectativa é que o time tenha um bom comportamento”, analisou.

O treinador vai dar uma oportunidade aos jogadores que não estão sendo aproveitados. O fato movimentou o elenco e deixou os atletas ansiosos. “Qualquer jogador quando não está no time titular sente a falta de jogar, e comigo não é diferente. Tive uma lesão no ano passado e vou tentar recuperar o meu espaço, mas sempre respeitando os meus companheiros, pois sei que o Botafogo vem conseguindo montar um elenco de qualidade”, disse o volante Fernandes.

Em termos de escalação, apenas o goleiro Jefferson, dos que vinham atuando, e o atacante Ribamar permanecem no time. O volante Aírton, suspenso por acúmulo de cartões amarelos, e seu companheiro de posição, Bruno Silva, vetado com o tornozelo direito inchado, são os únicos desfalques oficiais. Os demais titulares serão preservados. Alguns nomes como o meia uruguaio Pablo Salgueiro e o atacante Neilton, que estão adquirindo o ritmo de jogo ideal, estarão entre os 11 principais e deverão virar titulares na segunda fase.

Pelo lado do Boavista, o técnico é um velho conhecido da torcida botafoguense. Trata-se do ex-meia Rodrigo Beckham, que se destacou pelo Glorioso no início da década passada. Elogiado pelo bom trabalho que vem fazendo no clube, ele espera que sua equipe apresente uma boa atuação.

“O Boavista fez, de todos os jogos até aqui, uma final e é isso que faz o nosso time diferente. Não somos diferentes com tom de prepotentes, mas sim porque conhecemos as nossas limitações e não nos deixamos abater em nenhum momento. Tenho certeza de que, mesmo classificados, vamos fazer um grande jogo contra o Botafogo”, avisou.

O time está definido, embora não tenha sido revelado. O volante Júlio Cesar e o meia Guilherme Costa, pendurados com dois cartões amarelos, devem ser poupados. Assim, William Maranhão e Luan podem ganhar uma oportunidade entre os titulares.

Apesar de regularizado na CBF, o zagueiro Luiz Alberto, um dos principais reforços do Boavista, vai ser preservado para a segunda fase. Para a próxima etapa, o clube ainda terá o atacante Reinaldo, que já vestiu a camisa de vários clubes brasileiros, como o próprio Botafogo, Flamengo e São Paulo.

FICHA TÉCNICA
BOAVISTA X BOTAFOGO

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 6 de março de 2016 (Domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Lenilton Rodrigues Gomes Junior (RJ)
Assistentes: Ivan Silva Araújo (RJ) e Márcio Moreira de Queiróz (RJ)

BOAVISTA: Vinícius, Thiaguinho, Victor, Anderson Luiz e Davi; Douglas Pedroso, William Maranhão, Luan e Paulo Henrique; Romarinho e Leandrão
Técnico: Rodrigo Beckham

BOTAFOGO: Jéfferson, Diego, Emerson Silva, Renan Fonseca e Jean; Diérson, Fernandes, Gervasio Núñez e Juan Salgueiro; Neilton e Ribamar
Técnico: Ricardo Gomes

Fonte: ESPN.com.br