O elenco do Botafogo para a disputa do Campeonato Carioca está fechado, e a diretoria não pretende falar em reforços para valorizar os atletas que estão defendendo as cores do time. Porém, a ideia é fazer de três a cinco contratações para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, considerada a prioridade em General Severiano. Seriam jogadores experientes e em condições de chegarem como titulares absolutos.

Pelo perfil traçado pelos dirigentes, o ideal seria a presença de atletas que já tiveram boas passagens pelo Botafogo e que conheçam o clube. Nomes como o zagueiro Antônio Carlos, que está encostado no São Paulo, do meia Maicosuel, que não vem rendendo o esperado no Atlético-MG, e do atacante Elias, que acertou recentemente com o Nova Iguaçu, vêm sendo trabalhados nos corredores de General Severiano. Porém, o vice-presidente de futebol, Antônio Carlos Mantuano, e Antônio Lopes, diretor de futebol, só poderão fazer investidas quando o orçamento permitir.

O presidente Carlos Eduardo Pereira só vai autorizar a ida ao mercado quando o clube conseguir acertar um patrocinador master e conversas estão adiantadas com algumas empresas. Além disso, a ideia é usar parte do que for arrecadado com os naming rights do Estádio Nilton Santos para ajudar na formação do time.

‘O Botafogo não pode pensar na contratação de jogadores enquanto não resolver as questões envolvendo receita, como patrocinador master e outros assuntos. Por isso que os nomes que estão sendo cogitados não passam de especulação. Só podemos trabalhar sobre contratações quando pudermos pagar por isso, honrar nossos compromissos. O Botafogo está com o time montado para a disputa do Campeonato Carioca e para as primeiras fases da Copa do Brasil, e confiamos no trabalho que vem sendo desempenhado”, afirmou Pereira.

Fonte: Gazeta Esportiva