A reportagem também averiguou a situação do volante Bruno Silva. A imprensa do Rio de Janeiro informou nessa quinta-feira que o Cruzeiro não pagou ao Botafogo a quantia de R$ 1 milhão como compensação ao ‘caso Rony’. A diretoria celeste, por sua vez, esclareceu que o débito foi parcelado e não há nenhuma prestação em atraso.

Vale lembrar que o Cruzeiro comprou Bruno Silva por R$ 5 milhões em 4 de janeiro. Além dessa importância financeira, a cúpula estrelada envolveria parte dos direitos econômicos do atacante Rony na negociação. Contudo, o Albirex Niigata do Japão, com o qual o atleta tinha contrato, exigiu 10 milhões de dólares para liberá-lo.

Rony tentou se desvincular dos japoneses, mas encontrou resistência. Insatisfeito, o atleta já teria, inclusive, regressado ao Brasil à espera da resolução do futuro. Rebaixado à J2-League, o Albirex disputou duas partidas pela competição e uma na Copa da Liga. Em nenhum dos jogos consta o nome de Rony entre os convocados.

Por sua vez, Bruno Silva ainda tenta se firmar no time de Mano Menezes. Em 2018, ele disputou seis partidas, sendo três como titular, e não fez gols.

Fonte: Superesportes