Mesmo com Bruno Silva já estabilizado e atuando pelo Cruzeiro, nesta segunda-feira (19) surgiu mais um capítulo na novela da negociação do jogador entre a Raposa e o Botafogo, ex-clube do volante. O Cruzeiro não cumpriu o acordo de realizar o pagamento de R$ 1 milhão pela compra do atleta, que tinha prazo para ser feito até o dia 12 deste mês.

Via assessoria de imprensa, o presidente do clube celeste, Wagner Pires de Sá, em contato com a reportagem do Esporte Interativo, relatou que o pagamento ainda não foi feito apenas por um imbróglio na Justiça estar complicando a negociação.

“O Cruzeiro ainda não fez o pagamento por não saber a quem pagar. O valor restante foi penhorado em uma ação da Justiça do trabalho e estamos aguardando o desfecho para pagar de forma correta”, declarou.

A ação a qual o presidente cruzeirense se refere é de responsabilidade do ex-preparador físico Moracy Sant’anna contra o Botafogo, que cobra R$ 890 mil de encargos trabalhistas não recolhidos na gestão de Maurício Assumpção, em 2014.

Agora, o Cruzeiro aguarda uma posição da Justiça para tomar uma posição e realizar o pagamento restante referente à negociação de Bruno Silva.

Fonte: Esporte Interativo