Segundo o Globoesporte.com, o Botafogo trata internamente a renovação de contrato com o volante Willian Arão como improvável. Com contrato até o fim da Série B, ele tem sido sondado por clubes do Brasil e do exterior. O Cruzeiro, um dos interessados, ofereceu ao ogador três vezes mais do que seu atual salário.

O Botafogo pretende se reunir esta semana com Flávio Arão, pai e representante do jogador. O clube tem como carta na manga a possibilidade de exercer a cláusula para renovar o contrato até 2017. Assim, qualquer outro clube só poderia ficar com o jogador pagando a multa rescisória. Mas, para exercer tal cláusula, o Botafogo teria de desembolsar um verba considerável, que dependeria da liberação de verbas por parte da Justiça do Trabalho.

Fonte: Globoesporte.com