O técnico Cuca deixou claro nesta sexta-feira, em entrevista coletiva, que não quer travar a continuidade da carreira do Rafael Marques fora do Palmeiras. Apesar de o atacante de 33 anos ter vínculo com o clube paulista até dezembro, o comandante adiantou que ele está liberado para acertar com outro clube para disputar o Campeonato Brasileiro.

“Como treinador, a gente tem que querer o melhor para o time da gente e também para o jogador. O Rafael Marques não pode ficar em um clube para jogar 100 minutos por ano, ele é muito maior que isso, o Alecsandro a mesma coisa. Cara limpa, baita profissional, parceiro, mas se ele sair e jogar, Cruzeiro ou qualquer outra equipe, ele vai ser útil, vai jogar bem e para ele vai ser melhor. É o que eu sinto e foi o que passei para ele e Alecsandro”, disse Cuca.

Alecsandro já até foi apresentado ao Coritiba nesta sexta-feira. A tendência é que Rafael Marques deixe o Palestra Itália rumo à Toca da Raposa. Nesta sexta-feira, o vice-presidente cruzeirense Bruno Vicintin confirmou que o atleta está nos planos do clube.

Vicintin descartou apenas envolver o volante argentino Lucas Romero na negociação de contratação de Rafael Marques. “Essa negociação, claro, Rafel Marques é um grande jogador, há muito tempo ele interessa ao Cruzeiro, mas em momento algum foi conversado quanto ao Lucas Romero (ser envolvido), não sei de onde saiu essa notícia”.

A princípio, a intenção do Cruzeiro é negociar Lucas Romero com algum clube europeu, caso ele siga fora dos planos de Mano Menezes na Toca II.  O agente do volante, Alberto Stagliano, está na Europa há algumas semanas trabalhando possibilidades de empréstimo com direitos fixados.

”O que aconteceu com o Romero é que o empresário dele veio na Toca falando que, se ele tivesse pouco espaço, se a gente poderia negociar ele. Falamos que todos os jogadores são negociáveis, desde que tenha uma boa proposta. Nessa época do ano todo mundo fica avaliando quais jogadores estão sendo usados, quais não são, como você pode fazer um ajuste ou outro. Temos um bom plantel, precisa de um ajuste ou outro. A gente está atento e vamos fazer pequenos ajustes, mas nada como no ano passado, quando a diretoria teve que mudar quase o time todo no meio do ano”, acrescentou Bruno Vicintin.

Fonte: Superesportes