O projeto de Cuca até a Copa do Mundo é assistir ao torneio e perceber tudo o que se está fazendo no futebol internacional. Isto não significa que não possa assumir algum time brasileiro antes de ir para a Rússia. Mas é difícil. Especialmente se não houver um projeto de conquistas muito forte.

Hoje, nem Atlético nem Botafogo parecem fortes o suficiente para seduzirem Cuca e é possível dizer que ele não dirigirá nem Atlético nem Botafogo antes da Copa do Mundo. Não é questão financeira. É perspectiva.

Em 2006, Cuca assumiu o Botafogo em 18o. lugar, na sétima rodada, e entregou em 12º lugar. Mas o projeto era escapar do rebaixamento.

Em 2011, pegou o Atlético em 14º lugar. Entregou no final da campanha em 15º, mas com credibilidade para começar o trabalho do ano seguinte, em que foi campeão mineiro e vice-campeão brasileiro, antes da conquista da Libertadores de 2013.

Hoje, é muito difícil que Cuca seja o treinador do Atlético. O clube não descarta uma solução com um técnico empregado atualmente. O melhor cenário é o Atlético descobrir um nome capaz de ser no futuro o que Cuca foi em 2013.

Fonte: Blog do PVC - UOL