A série de lesões que vinha deixando o técnico René Simões com dificuldades para montar o time custou caro para o preparador físico Marcello Campello. Nesta terça-feira, a diretoria decidiu por sua demissão. Por enquanto, o elenco alvinegro treina sem um substituto.

— O trabalho no Botafogo vinha sendo bem feito. Nós conseguimos resultados muito bons nos primeiros meses do ano, com performance muito boa no segundo tempo dos jogos, quando conseguimos gols de vitória e de título (da Taça Guanabara). Agora, o enigma que nós, preparadores do Brasil, temos é minimizar as lesões musculares que vêm acontecendo devido ao degaste do calendário — disse Campello ao canal “Sportv”:

— Não é só no Botafogo. Flamengo, Vasco, Internacional, Cruzeiro e os outros também sofrem. A gente não conseguiu ainda descobrir esse enigma. Nós alteramos alguns métodos, diminuímos as lesões, mas nesse jogo contra o Fluminense teve a lesão do Elvis.

O problema do meia foi justamente a gota d’água para a demissão do preparador. Além de sofrer uma baixa, o Alvinegro sentiu o cansaço: vários jogadores se arrastaram em campo na partida contra o Fluminense.

Fonte: Extra Online