Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Demora em estreia cria preocupação no Botafogo por ‘aventuras’ de Jobson

0 comentários

Compartilhe

Ameaçado pelo rebaixamento e com quatro baixas no elenco após demissão de Emerson Sheik, Julio Cesar, Bolívar e Edílson, Jobson viu seu status mudar e virou prioridade para a comissão técnica. Porém, a demora para a reestreia no Alvinegro por causa de detalhes burocráticos criou uma preocupação. O temor da diretoria é que o jogador possa fazer alguma besteira no período em que espera para receber aval para jogar.

Mesmo com medo de que o atacante possa protagonizar novas “aventuras” durante o período inativo, o clube descarta alguma medida para cuidar do atleta. A diretoria manterá a palavra sobre a liberdade de Jobson em sua vida particular.

O Botafogo vê Jobson ansioso pelo retorno e controla a vontade do atacante em entrar em campo. No clube, o camisa 10 tem acompanhamento de psicólogos, que o ajudam a controlar os sentimentos em momento de indefinição sobre quando poderá jogar novamente. Nos bastidores, porém, ainda existe o temor de que o jogador possa colocar tudo a perder.

O histórico problemático pesa para que haja medo de recaídas em seu comportamento até agora exemplar, mas a comissão técnica aposta que a entrada de Jobson no time pode ser fundamental para o Botafogo na reta final do Brasileiro. Ameaçado pelo rebaixamento, o clube repete estratégia de 2009 – naquele ano, o clube se salvou da queda com o atacante como protagonista.

Jobson se recusou a fazer um teste antidoping quando defendia o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, e por isso vê a sua reestreia no Botafogo ainda travada. No Oriente Médio, ele havia sido afastado pela diretoria por ter salário alto e estava no hotel quando um suposto funcionário da federação saudita, que só falava árabe, o intimou a ser testado.

Jobson foi suspenso por quatro anos pelos árabes, mas a Fifa não confirmou punição em documento de transferência para o Botafogo. O estafe do atacante aponta cautela do Alvinegro em relação ao caso, mas segue à espera por uma definição.

O clube conversa com o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e com a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para ter segurança na escalação do atleta. Por enquanto, o STJD não concorda com a escalação de Jobson. Com isso, o Botafogo rejeita usá-lo para evitar surpresas no tribunal.

Comentários