No último dia 10, o desembargador Fernando Antonio Zorzenon da Silva suspendeu para oito ex-jogadores do Botafogo, em liminar, o Ato Trabalhista que limita em 15% sobre todas as receitas o volume de penhoras desta origem. Entre os atletas, estão o ex-volante Túlio, o zagueiro Juninho, o canadense Tony e o lateral-esquerdo Iran. As informações são do blog “Bastidores FC”, do Globoesporte.com.

Com a liminar, os oito atletas (veja a lista com os valores abaixo) poderão penhorar receitas acima do percentual do Ato Trabalhista a qualquer momento. O desembergador questiona a nova inclusão do Botafogo, depois de ter sido excluído em 2013, na gestão Mauricio Assumpção, por descumprir as regras do acordo. Segundo o advogado dos jogadores nesse caso, Theotonio Chermont de Britto, esse são os atletas:

Iran (lateral-esquerdo) – R$ 1,3 milhão
Renato Silva (zagueiro) – R$ 550 mil
Juninho (zagueiro) – R$ 250 mil
Túlio (volante) – R$ 1,3 milhão
Jorge Luiz (meia-atacante) – R$ 350 mil
Daniel Correa (meia) – ação no fim de 2014, não houve ainda audiência ou instrução de provas
Tony (zagueiro canadense) – R$ 800 mil
Reinaldo (atacante) – Em perícia, discutindo valores de direito de arena

Fonte: Globoesporte.com