O técnico René Simões já sabe o nome dos reforços que irá indicar à diretoria do Botafogo, mas, depois de perder Gabriel e Daniel na Justiça, a prioridade é manter os jogadores do atual elenco que serão aproveitados no ano que vem. Entre eles, o que requer maior atenção é Jefferson, considerado o principal pilar da equipe que buscará o retorno à Série A.

O encaminhamento da volta ao Ato Trabalhista, que deve ser confirmada hoje, ainda não possibilita que a nova cúpula de futebol defina o orçamento para a próxima temporada. Os objetivos, entretanto, já foram escalonados. A partir do momento que a situação dos atletas com contrato for definida, o Alvinegro irá ao mercado.

Apesar do pouco tempo de convivência com o time, a diretoria se sentiu traída pelas atitudes de Gabriel e Daniel. Os dois eram considerados peças muito importantes para 2015.

No dia seguinte à eleição, o vice de futebol Antonio Carlos Mantuano passou a frequentar os treinamentos justamente para mostrar que o distanciamento entre jogadores e dirigentes havia acabado. A postura não comoveu agentes e advogados dos jovens, que os convenceram a forçar saída sem que o clube recebesse nada em troca.

Por conta da debandada de atletas — 20 até o momento —, René Simões terá que olhar com atenção para a base. O novo treinador garante conhecer o trabalho feito nas categorias inferiores do Botafogo e acha possível garimpar garotos com capacidade de atuar no profissional.

Quanto aos reforços, o técnico buscará jogadores que se sintam atraídos pela grandeza do Glorioso, mesmo não estando na elite do futebol brasileiro. Por hora, as indicações terão que esperar a estabilização dos que permanecem em General Severiano.

Pré-temporada quase definida

A diretoria ainda não confirma oficialmente, mas a pré-temporada do Botafogo já tem local definido. Diferentemente das últimas temporadas, em que a preparação foi realizada em Saquarema, o time iniciará os treinamentos no Cefat, em Várzea das Moças, em Niterói. As atividades seráo iniciadas no dia 8 de janeiro.

As categorias de base já utilizam o local, que pertence a um conselheiro do clube que já foi vice de patrimônio e é administrado por sua filha. A opção é considerada mais barata e sua estrutura é muito boa, segundo René Simões.

Fonte: O Dia Online