Botafogo e Sport duelam na noite deste sábado, às 21h (de Brasília), no Estádio Jornalista Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG), pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O time alvinegro tenta embalar após vencer o São Paulo no fim de semana passado por 1 a 0 na capital paulista. Com 23 pontos conquistados, a ideia é começar a se distanciar de vez da zona de rebaixamento. Meta semelhante à do Sport, que tem três pontos a mais e também vem de triunfo: 1 a 0 sobre o Flamengo.

Botafogo e Sport duelam na noite deste sábado, às 21h(de Brasília), no Estádio Jornalista Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG), pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O time alvinegro tenta embalar após vencer o São Paulo no fim de semana passado por 1 a 0 na capital paulista. Com 23 pontos conquistados, a ideia é começar a se distanciar de vez da zona de rebaixamento. Meta semelhante à do Sport, que tem três pontos a mais e também vem de triunfo: 1 a 0 sobre o Flamengo.

Os jogadores botafoguenses acreditam que para a vitória ser conquistada é preciso manter a concentração durante os noventa minutos, uma vez que o Sport vive um bom momento.

“O Sport vem crescendo na competição e conta com nosso respeito. É um time perigoso e vai jogar no nosso erro. Não podemos cometer falhas bobas e teremos que ser equilibrados, já teremos que propor o jogo”, avaliou o lateral-direito Luis Ricardo.

Buscando embalar no Brasileiro, o elenco alvinegro tenta pegar como lição a vitória contra o São Paulo, algo que quer colocar em prática diante do Sport: não desistir nunca do jogo.

“O Botafogo mostrou que não se deve nunca desistir do resultado positivo. Contra o São Paulo, mesmo sendo uma partida longe de casa, nós buscamos o tempo todo o resultado. O gol do Sassá foi um prêmio pelo que apresentamos durante os noventa minutos, pois a nossa equipe poderia ter aberto antes o placar, já que tivemos oportunidades para isso. Temos agora que seguir sempre essa linha de trabalho. Nós vamos nos empenhar mesmo depois de o jogo parecer estar definido”, apontou o lateral esquerdo Diogo Barbosa, que vem subindo de produção nos últimos jogos.

Em termos de escalação, o Botafogo terá duas mudanças em relação ao jogo contra o São Paulo. O volante Bruno Silva, suspenso por acúmulo de cartões amarelos, cede o posto a Fernandes, enquanto que o atacante Sassá, autor do gol do triunfo diante do São Paulo, assume o lugar do chileno Gustavo Canales, barrado.

Já pelo lado do Sport, o técnico Oswaldo de Oliveira vê o duelo deste sábado como estratégico para sua equipe, que não perde há seis rodadas no Brasileiro.

“Podemos conseguir uma vitória estrategicamente muito importante, pois nos faria dar um salto na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro e uma tranquilidade muito grande pesando na sequência. Porém, tenho consciência de que não vai ser tranquilo, pois o Botafogo também busca a vitória”, declarou o comandante.

Para este compromisso, o clube pernambucano terá novidades. O lateral-esquerdo Rodney Wallace, que cumpre suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo na vitória sobre o Flamengo, cede lugar a Renê, enquanto que Paulo Roberto ganhou a disputa com o volante Serginho e será titular.

A má notícia fica por conta da ausência do meia Diego Souza, vetado por conta de lesão no músculo posterior da coxa direita. Assim, Edmilson será titular no ataque, com Gabriel Xavier passando a comandar o setor criativo do Rubro Negro.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro, as duas equipes se enfrentaram em Pernambuco e empataram por 1 a 1. Diego Souza abriu o placar para os pernambucanos, mas Fernandes garantiu a igualdade.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-RJ X SPORT-PE

Local: Estádio Municipal Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)
Data: 20 de agosto de 2016 (Sábado)
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)

BOTAFOGO: Sidão, Luis Ricardo, Emerson Santos, Renan Fonseca e Diogo Barbosa; Aírton, Fernandes, Rodrigo Lindoso e Camilo; Neilton e Sassá. Técnico: Jair Ventura

SPORT: Magrão, Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Matheus Ferraz e Renê; Paulo Roberto, Rithely, Everton Felipe, Gabriel Xavier e Rogério; Edmilson. Técnico: Oswaldo de Oliveira

Fonte: ESPN.com.br