O Botafogo ganhou uma ajuda inesperada na tarefa de pagar suas dívidas. Lançada por torcedores nessa semana, a campanha Botafogo Sem Dívidas pretende pagar os 130 milhões de reais que o clube deve à Receita Federal.

Funciona assim: acessando o site da iniciativa, o torcedor pode emitir DARFs (Documentos de arrecadação da receita federal) com valor a partir de 20 reais.

Após a emissão, o pagamento pode ser feito em bancos, casas lotéricas e via internet banking em até cinco dias. O dinheiro pago é descontado diretamente na dívida do Botafogo com a Receita Federal.

“Em menos de 24h, arrecadamos mais de 17 mil reais”, afirma Caio Araujo, um dos idealizadores da iniciativa. Até o fim da tarde de ontem, cerca de 2.000 botafoguenses já haviam doado mais de 30.000 reais para a campanha.

Como se diz no Rio de Janeiro, há coisas que só acontecem com o Botafogo.

Tendência

“Essa é uma tendência interessante por ser uma doação com destino certo”, afirma Pedro Daniel, consultor de esportes da BDO.

Segundo ele, a campanha é inspirada no Vasco Dívida Zero. Com mais de 15 mil participantes, o movimento já arrecadou cerca de 815 mil reais em nove meses e publica informes diários sobre a dívida de 95 milhões de reais do Vasco com a Receita.

No caso do Botafogo, a ajuda de torcedores famosos seria muito bem-vinda. “Um Eike ou um João Moreira Salles, que também é botafoguense, seriam um grande marketing para gente”, afirmou Araujo em entrevista exclusiva a EXAME.com.

De acordo com a Pluri Consultoria, o Botafogo tem hoje a 11ª maior receita do país – mas é vice na lista dos endividados. Nessa semana, o Botafogo anunciou seu mais novo patrocinador: a empresa americana TelexFREE.

Leia aqui a entrevista completa de Caio Araujo, do Botafogo Sem Dívidas, para EXAME.com

Fonte: Exame.com