Reportagem do site “Globoesporte.com” publicada nesta quarta-feira mostra que uma empresa de familiares do presidente Mauricio Assumpção recebe 5% do patrocínio do Botafogo com a Guaraviton. A Romar Representações LTDA tem como sócios Maurício Assumpção Souza (pai do mandatário) e Rosemerie de Oliveira Santos (madrasta). Em 2014, a comissão seria de R$ 1,25 milhão.

–  A empresa Romar Representações foi a responsável pelo contrato de patrocínio do Grupo Viton 44, iniciado em 2010, tendo em vista o excelente relacionamento comercial que possuía com o Grupo. Na ocasião, todos os detalhes da operação foram objeto de discussão e análise por parte de diretores executivos dos departamentos envolvidos em negociações desta natureza. Houve consenso de que se tratava de uma oportunidade importante de negócios e que o contrato não apresentava qualquer tipo de impedimento sob a ótica do Estatuto do Botafogo de Futebol e Regatas. Eu, Mauricio Assumpção de Souza Junior, não tenho participação na empresa Romar Representações LTDA e sequer recebi qualquer valor oriundo da empresa, como comprova meu Imposto de Renda. Após o falecimento de meu pai, a família concluiu o inventário onde não tenho participação acionária ou sequer vínculo empregatício com a empresa. Finalizando, gostaria de esclarecer que, desde o início, a operação foi tratada com clareza e transparência, sem qualquer tipo omissão dos fatos, mesmo procedimento utilizado para operações comerciais semelhantes – afirmou o presidente ao “Globoesporte.com”.

O presidente do Conselho Fiscal do Botafogo, Antônio Braga, disse não ver irregularidades.

– O CF tem conhecimento da relação contratual da empresa Romar com o BFR, estando tudo devidamente registrado na contabilidade do clube. Ressalto que a relação comercial entre as partes está de acordo com o Estatuto Social do Clube, não sendo verificada nenhuma irregularidade.

Fonte: Redação FogãoNET