O Botafogo foi acionado na Justiça por um jogador que nem sequer vestiu a camisa alvinegra. Trata-se do ex-atacante Fabrício Carvalho, que entrou com uma ação trabalhista contra o clube carioca cobrando R$ 644 mil (mais detalhes abaixo) pelo não cumprimento de um pré-contrato feito no início de 2014. A audiência acontecerá no dia 6 de julho.

Fabrício Carvalho, que na época disputava o Campeonato Carioca pela Cabofriense, cujo contrato era válido até o fim de abril, abriu negociações com o Botafogo em março. Após diversas trocas de e-mails, eles acertaram um pré-contrato. O jogador chegou até a realizar exames médicos a pedido do clube.

Com uma oferta de R$ 30 mil por mês até o fim de dezembro do mesmo ano, Fabrício Carvalho rescindiu com a Cabofriense para, em seguida, assinar com o Botafogo. Apesar do acerto encaminhado, o Fogão desistiu da contratação depois de ser eliminado na Copa Libertadores.

A desistência do Botafogo pegou Fabrício Carvalho de surpresa. Depois de meses desempregado por causa da fracassada transferência, o atacante, que se destacou atuando por São Caetano e Goiás entre 2004 e 2008, fechou o Taboão da Serra em 2015. Sem sucesso no futebol paulista, ele se aposentou e, atualmente, trabalha como empresário.

VALORES DA AÇÃO TRABALHISTA MOVIDA PELOS ADVOGADOS FILIPE RINO E THIAGO RINO:

R$ 304 mil de indenização por perdas e danos
R$ 100 mil de danos morais
R$ 240 mil de indenização por perda de oportunidade

Fonte: Goal.com - Ora Bolas