A Faculdade das Américas (FAM), empresa que patrocina o Palmeiras e que tem como presidente Leila Pereira, injetaria R$ 4 milhões no Botafogo como patrocínio até o fim do ano, informa o jornalista Claudio Portella, da TV Bandeirantes. As negociações foram reveladas em primeira mão no Boletim do C.E, do FOGÃONET.

Ainda de acordo com Portella, esse investimento seria no total de R$ 12 milhões, já que os salários de Borja e Guerra, atacantes que viriam por empréstimo do Palmeiras, girariam em torno de R$ 8 milhões somados até o fim do ano. Ambos hoje são pagos pela Crefisa, também de Leila Pereira.

A FAM estaria próxima de fechar esse acordo e estampar sua marca no principal lugar da camisa alvinegra, espaço vago desde o fim do contrato com a Caixa Econômica Federal. Além disso, segundo o Boletim do C.E, há a possibilidade da instalação de um campus da universidade no Estádio Nilton Santos.

 

Fonte: Redação FogãoNET