FECHOU! SASSÁ VAI, E MARCOS VINICIUS FECHA POR 3 ANOS COM BOTAFOGO

Compartilhe:

O meia Marcos Vinícius concluiu os exames médicos no Botafogo. Aprovado, o jogador vai firmar um contrato em definitivo por três temporadas com o time carioca. Por outro lado, o desfecho da negociação libera o atacante Sassá, que já está acertado por quatro anos com o Cruzeiro. O anúncio sobre a contratação dos jogadores deverá ser feito em breve pelas agremiações.

A novela envolvendo Sassá durou praticamente um mês e começou quando o jogador foi afastado do Botafogo depois de se atrasar para alguns treinamentos. Apesar do bom início de ano dentro das quatro linhas, o atacante voltou a cometer indisciplinas e foi novamente colocado de lado, desta vez por tempo indeterminado. Também no começo de maio, o pedido de R$5 milhões de luvas e um salário de R$ 300 mil para renovar contrato, considerados altos pelo clube, ajudaram a desgastar ainda mais a relação entre as partes. Todo essa soma de fatores contribuiu para que a direção optasse por negociá-lo rapidamente para não correr o risco de perdê-lo de graça para outra equipe. É aí que o Cruzeiro entrou na jogada.

No dia 18 de maio, o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, admitiu pela primeira vez o interesse pelo jogador e falou da possibilidade real de o “sonho virar realidade”. Desde então, as equipes iniciaram uma demorada negociação para acertar uma troca de atletas. Antes de envolver Marcos Vinícius, o nome de Elber, Raniel e Lucas Romero também foram colocados em pauta, mas as conversas não evoluíram, ora pela negativa do Cruzeiro, ora pela recusa do Botafogo.

Inicialmente, o Botafogo se interessou por Marcos Vinícius, mas, em seguida, desistiu da contratação por causa do excesso de lesões do armador, que já sofreu dois problemas na atual temporada. Contudo, com a falta de opções, o Alvinegro decidiu retomar a conversa pelo reforço e selar o acordo depois de realizarem os exames.

Desta forma, o Botafogo ficará com 50% de Marcos Vinícius e ainda terá 50% de Sassá, podendo lucrar com o jogador em uma venda futura. Já o Cruzeiro adquire a outra metade dos direitos do atacante e permanece com outros 30% do meia, também podendo lucrar com o jovem no futuro.



Fonte: UOL
Comentários