Após a saída de Márcio Padilha da vice-presidência de comunicação do Botafogo, o youtuber e empresário Felipe Neto poderia ter assumido como diretor de comunicação. Ele foi convidado esta semana, mas recusou, segundo o site “Globoesporte.com”.

Com 30 milhões de inscritos no Youtube e patrocinador do Botafogo atualmente com a empresa Vigia de Preço (antes com a Neto’s, de coxinhas), Felipe Neto citou o amadorismo do clube como um dos motivos da recusa.

– Infelizmente não é o momento. O Botafogo precisa de mais do que uma reformulação do marketing e comunicação. Implementar uma revolução na comunicação agora seria como colocar um motor de Ferrari num Corsa. Há fatores fundamentais que necessitam de mudanças antes de se pensar nisso. O grupo que hoje gere o Botafogo é sério e honesto, colocou o Botafogo de volta na primeira divisão e resgatou a confiança dos credores e do mercado, algo que parecia impossível quando assumiram com 9 meses de direitos de imagem atrasados.

-Mas… pra competir num ambiente profissional… amadorismo tem limite. Uma hora bate no teto. O clube precisa de uma gestão de profissionais especializados em todos os setores. Quando isso acontecer… estarei lá pra ajudar – afirmou Felipe Neto ao site “Globoesporte.com”.

Felipe Neto chegou a rascunhar projeto de comunicação para o Botafogo, mas pensou melhor e não assumiu. Ele é um dos defensores da entrada dos irmãos Moreira Salles no clube e chegou a postar no Twitter: “#AssumeMoreiraSalles. Ou acabou”.

– Fiquei feliz com algumas reações dos torcedores. Não imaginava… porque achava que muitos só me viam como um youtuber que fazia conteúdo pra jovens – e não sabiam dos bastidores e das empresas. Mas pode escrever: o momento certo vai chegar e o Botafogo vai voltar a ser protagonista – promete.

 

 

Fonte: Globoesporte.com