O Botafogo concentra seus esforços em duas frentes: a busca por um patrocínio master e o novo fornecedor de material esportivo já que o vínculo com a Puma termina após o Campeonato Carioca. O clube teve negociações avançadas com a Dry World, mas após a empresa canadense fechar com o Fluminense, o negócio ficou inviável já que no acordo tricolor existe uma cláusula de exclusividade por dois anos no Rio de Janeiro. Fila, Penalty e Topper fizeram propostas que estão sendo avaliadas pelo clube. O clube não deve anunciar o acerto com rapidez para não atrapalhar as vendas dos produtos Puma.

As três marcas já passaram pelo Botafogo. A Fila esteve no clube antes do acerto com a Puma nos anos 2010 e 2011.A Topper patrocinou o clube entre 1999 e 2001. A Penalty teve duas passagens. A primeira em 1990 e a segunda nos anos 1997 e 1998.

As negociações com a Caixa Econômica Federal para o patrocínio master continuam, mas seguem esbarrando na falta de certidões negativas, tema o qual o clube vem trabalhando como prioridade. Os valores giram em torno de R$ 15 milhões anuais.

Fonte: Blog Na Bola - O Dia Online