Depois de ganhar destaque em 2016 sendo artilheiro da equipe sub-20 do Botafogo, com 31 gols, Renan Gorne foi promovido ao profissional ainda no ano passado. Porém, em 2017, o atacante não ganhou muitas oportunidades com Jair Ventura, o que fez o jogador buscar outro time para ganhar experiência. Estados Unidos é o futuro do atleta. North Carolina FC e Jacksonville, ambos da liga NASL, estão na briga.

O Esporte Interativo entrou em contato com Frederico Moraes, da empresa Promanager, que agencia a carreira de Renan Gorne, para entender o motivo do atacante ser emprestado para o futebol americano. Segundo o agente, a ideia é o atleta ser transferido para um mercado que tenha calendário parecido com o do Brasil.

“O que queremos é que Renan Gorne pegue experiência com uma sequência de jogos. Para isso, acreditamos que o futebol americano ou o asiático, que têm calendários parecidos com os daqui (Brasil), seja o melhor para ele (Renan Gorne). Vamos emprestar com a ideia que Renan (Gorne) retorne já em janeiro (de 2018) com mais experiência e bagagem. Não adianta nada ele ser emprestado para um clube da Série B e fica no banco de reservas sem jogar”.

​​Racing de Santander, da Espanha, também se interessou por Renan Gorne, mas o negócio não foi para frente. Em maio, quando o Esporte Interativo noticiou que o atacante seria emprestado, Jair Ventura explicou o porquê do atacante não estar recebendo oportunidades na temporada. Para o treinador, outros jogadores estavam merecendo mais que o jovem atleta.

“Meritocracia. Eu dou treino todo dia, faço jogos semanalmente. Ele ainda não demonstrou estar acima dos demais jogadores. Não é nada pessoal não. Se o Renan não está jogando hoje, é porque ele ainda não está melhor que os outros. Tem que merecer. Hoje ele ainda não está acima dos demais jogadores. Entendo a torcida. Eles pedem sempre o que não tem”.

Em janeiro deste ano, o Botafogo esteve perto de emprestar Renan Gorne para o futebol japonês. A equipe FC Tokyo havia acertado todos os detalhes com o Alvinegro, mas, em cima da hora, o empréstimo não foi assinado. Aos 21 anos e com contrato até 2019, Renan Gorne atuou por apenas 12 minutos nesta temporada, diante do Coritiba, no dia 6 de junho.

Fonte: Esporte Interativo