Gepe avisa: se torcida do Fla ‘invadir’ lado do Botafogo, será retirada do Maracanã

Compartilhe:

Pressão desde o primeiro toque na bola, no ritmo da torcida, que promete tomar boa parte do Maracanã. Essa é a receita do Flamengo para se classificar diante do Botafogo, amanhã, na segunda partida das quartas de final da Copa do Brasil.

Os rubro-negros compraram a maioria dos 35 mil ingressos já vendidos e esgotaram o setor Norte, destinado aos rubro-negros. Não satisfeitos, alguns relataram nas redes sociais e bilheterias que adquiriram entradas no setor sul, destinado aos botafoguenses, o que será coibido.

— Se o torcedor do Flamengo esgotar seu lado, compra para a parte central. Se forem detectados (no setor Sul), serão retirados por questão de segurança — informou o comandante do Grupamento Especial de Policiamento em Estádio (Gepe), o tenente-coronel João Fiorentini.

Empurrado pelo grito da torcida, o Flamengo espera se impor ao adversário, assim como fez contra o Cruzeiro, na fase anterior da competição.

— Tem que entrar pressionando do começo ao fim. Não pode deixar o Botafogo respirar . Vamos dentro os 90 minutos. Como se fosse Copa do Mundo— avisou Paulinho.

Para evitar tumultos, a Polícia Militar pede aos torcedores que cheguem cedo, especialmente os que vão retirar gratuidades, limitadas dentro da carga de ingressos.

Quem não tem presença garantida é o lateral esquerdo João Paulo, que foi entregue à preparação física mas tem pouco tempo para estar apto. Da mesma forma o zagueiro Samir. O técnico Jayme de Almeida deve esboçar o time nesta terça-feira, nada diferente do que tem sido.

As ironias e deboches dos rubro-negros pela maior procura por ingressos para o clássico não entram no gramado. Mas o respeito não impede o atacante Paulinho de sonhar alto.

— O Botafogo é um grande time, mas se passarmos temos chance de ser campeões — crê.

Fonte: Extra Online

Comentários