Goleiro titular da seleção brasileira, capitão, líder do elenco e referência no Botafogo, Jefferson é o grande ídolo atual da torcida alvinegra. Em entrevista ao site da Copa América 2015, o arqueiro falou não só sobre o time de Dunga, mas como sempre, se derreteu em elogios ao Glorioso, onde garante querer encerrar a carreira.
“O Botafogo é um clube que sempre terá meu carinho. Renovei meu contrato até 2017 e pretendo ficar aqui até o fim da minha carreira, sem dúvidas”, disse Jefferson.

Esperança dos alvinegros para 2015, ano em que o Botafogo lutará para voltar para a principal divisão do futebol brasileiro, Jefferson falou sobre a responsabilidade de liderar o elenco em um ano atípico e difícil para o clube.

“É muita responsabilidade, mas esse grupo é um grupo bom, com jogadores que estão querendo buscar seu espaço. A diretoria, o presidente, todos têm nos apoiado muito. O presidente em todos os jogos está presente. O treinador, o René Simões, é um cara sensacional. Quando todo mundo está envolvido as coisas ficam bem fáceis”, frisou o capitão alvinegro.

Sobre seu grande momento na carreira, tanto no clube como na seleção, e a próxima Copa do Mundo, em 2018, o goleiro relembrou um lance marcante para toda sua carreira, quanto pegou pênalti do craque Lionel Messi.

“Eu peguei o pênalti, continuei no jogo, mas a repercussão que deu você pegar um pênalti do Messi foi muito grande. Tanto é que eu saio na rua e até hoje muitos torcedores falam: “pegou o pênalti do Messi”. Isso marcou bastante a minha carreira. Estou me cuidando, passando pela melhor fase da minha carreira, não só dentro de campo, mas bem mais experiente, bem mais maduro. Creio que vou chegar em 2018 bem mais forte do que estou hoje”, lembrou Jefferson.

O goleiro garantiu também que nunca temeu por suas convocações ao manter seu vínculo com o Glorioso, mesmo na Série B. Segundo ele, a visibilidade do clube não sofrerá mesmo fora da elite.

“A visibilidade do Botafogo é grande em todas as competições que o Botafogo disputa, não só no Campeonato Brasileiro. Temos a possibilidade de disputar o título do (Campeonato) Carioca, da Copa do Brasil… Acho que não mudou nada, até porque a visibilidade do Botafogo é maior do que muitos times da Série A. É só manter o foco aqui, continuar trabalhando, que as oportunidades vão acontecer”, finalizou o goleiro.

Fonte: ESPN.com.br