Os irmãos João e Walter Moreira Salles estudam assumir o comando total do futebol do Botafogo. A milionária e tradicional família contratou a empresa Ernst & Young para auditar as contas do clube e elaborar um modelo que viabilize a “compra” do futebol alvinegro e separá-lo do clube social. O objetivo da dupla é zerar as dívidas e administrar a equipe por meio de uma empresa “SA” – nos moldes da já existente “Companhia Botafogo”, que hoje opera o estádio Nilton Santos, o Engenhão.

A ideia ainda é embrionária e depende de uma reforma estatutária a ser aprovada pelo conselho deliberativo sócios. Ainda assim, a família herdeira do Banco Itaú se mostra empolgada, uma vez que as correntes políticas do Botafogo são favoráveis à ideia. Em projeto paralelo, os Moreira Salles já financiam a construção centro de treinamento do Alvinegro. Os dois, no entanto, asseguram que a ideia é apenas assumir a posição de financiadores e acionistas, sem pretensão de participação política ou com cargos diretos no dia a dia do time.

Fonte: Blog De Primeira - UOL