Irritado com Mancini e Gottardo, Jefferson dará entrevista para explicar ausência

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Em tom de contra-ataque, indignado com as declarações do técnico Vagner Mancini e do diretor Wilson Gottardo, o goleiro Jefferson vai dar entrevista para esclarecer a ausência na goleada sofrida pelo Botafogo para o Santos por 5 a 0, pela Copa do Brasil.

A seus pares, Jefferson viu como uma traição e exposição. Ele sustenta que informou ao clube que não tinha condição de jogar após uma longa viagem de Cingapura até o Brasil depois do amistoso com a seleção brasileira.

Grande ídolo da torcida alvinegra, o goleiro não tem bom relacionamento atualmente com o presidente Mauricio Assumpção. Jefferson já criticou o dirigente publicamente pela ausência no futebol e pelos salários atrasados e também foi criticado.

– Mesmo sem apoio da diretoria, nós vamos lutar até o fim. Os jogadores estão fazendo o que podem. Temos que assumir a responsabilidade, o que podemos fazer dentro de campo, estamos fazendo. Temos que absorver essa derrota diante do Grêmio e partir par a próxima. Temos que levantar a cabeça, não pode baixar a guarda e se unir. Nós, jogadores, temos que nos fechar. O futebol é feito de cobrança, da diretoria, torcedores e comissão técnica, mas é isso, temos que nos manter fechados – disse Jefferson, após a derrota para o Grêmio, no dia 28 de setembro.

O goleiro, atual titular da seleção brasileira, tem contrato com o Botafogo até o fim de 2015.

Notícias relacionadas