Jair Ventura não se omitiu. Após a derrota do Botafogo para o Fluminense por 2 a 1, de virada, neste sábado, no Estádio Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro, o treinador alvinegro classificou a atuação como a pior da equipe na temporada, sem esquecer de dar os méritos para o adversário.

– Seria muito fácil falar que o Botafogo fez seu pior jogo do ano. Fez. Foram 67 jogos no ano. Hoje foi o pior. Mas aí tiramos o mérito do Fluminense, que fez um grande jogo. Não tenho o que explicar. Hoje foi uma noite para ser esquecida. Nada deu certo. Analisamos a performance, o resultado foi justo. Fizemos um jogo péssimo – resumiu Jair, assumindo a responsabilidade:

– Gesticulei quase todo o jogo. Jogamos muito aquém. Não sou de culpar os jogadores. A responsabilidade é minha. Já tenho mais de 80 jogos e vocês nunca vão me ver transferir a culpa para os atletas.

Jair Ventura - Botafogo x Fluminense (FOTO: Vitor Silva/SSPress/BFR)

Jair foi xingado de burro pela primeira vez (FOTO: Vitor Silva/SSPress/BFR)

Jair também experimentou uma situação inédita: ser xingado de burro pelas arquibancadas. As críticas vierem principalmente após ele optar por colocar Vinicius Tanque e não Valencia no segundo tempo. Mas ele não reclama e dá até razão aos xingamentos.

– Eu virei treinador hoje. Fui batizado. Ser chamado de burro pela primeira vez depois de um ano e três meses é até bom. Normal. Gosto de assumir a responsabilidade. Mais que normal. Por isso virei treinador. Fiz um péssimo jogo ao lado da minha equipe. O torcedor tem toda razão. Eles têm é que xingar bastante. Fizemos um péssimo jogo – admitiu.

Fonte: Redação FogãoNET