Jefferson, sobre jogo 300: ‘Vestir camisa do Bota é orgulho’

Compartilhe:

Uma história que começou em 2003 e já teve vários capítulos marcantes. Contratado quando o Botafogo estava na Série B, Jefferson acompanhou a retomada do clube, foi bicampeão carioca, virou capitão e chegou à Seleção Brasileira. Neste domingo, o goleiro alcançará a marca de 300 jogos pelo Glorioso.

Identificado com a torcida e líder naturalmente no elenco, Jefferson valoriza o feito sem se deixar deslumbrar.

“Não tenho muito essa vaidade, mas é importante para o jogador e a carreira. Quando entro em campo, não penso se é o jogo 300 ou 400, o mais importante é estar vestindo a camisa do Botafogo. É um orgulho para mim”, enaltece.

A partida histórica para Jefferson será domingo, contra o Grêmio, em Porto Alegre. O adversário, que como goleiro Dida, um espelho para o camisa 1 alvinegro promete ser complicada.

“Vai ser um jodo duro, difícil. Vamos ter que sair da marcação do Grêmio, que marca muito. A gente vem em uma caminhada boa e de uma grande vitória no clássico. O Campeonato Brasileiro é isso, não tem como escolher adversário. Quem quer ser campeão tem que passar por isso. É respeitar, mas ir em busca da vitória, com personalidade para jogar”, receita Jefferson, que vê com bons olhos a liderança do Botafogo no Brasileirão.

“Sempre é importante estar no topo da tabela, de líder, mas não podemos deixar virar fardo ou peso. Nosso objetivo é fazer o máximo de números possíveis agora. É muito difícil liderar de ponta a ponta. Queremos nos manter entre os primeiros para brigar até o fim pelo título”, calcula.

Confira as melhores imagens do treino desta quinta-feira!





Fonte: Site Oficial do Botafogo
Comentários