Para ajudar o atacante Jobson a voltar a jogar futebol, o Botafogo entrou em cena na última segunda-feira. Após conversa entre os advogados do atacante e a diretoria alvinegra, o clube decidiu enviar à Fifa uma notificação de que apresentará uma oferta contratual a Jobson assim que ela esteja liberado da suspensão de quatro anos imposta pela entidade.

Jobson está no Rio de Janeiro e conversou, nesta quinta-feira, com o presidente Carlos Eduardo Pereira na sede de General Severiano. O ex-camisa 7 está suspenso desde abril por ter se recusado a fazer um exame anti-doping no período em que atuava na Arábia Saudita.

A ideia, tanto do Botafogo, quando da defesa de Jobson, é de mostrar ao Comitê de Apelação da Fifa que a punição tem atrapalhado a carreira do jogador. Um julgamento sobre o caso segue sem prazo definido, mas o clube promete esperar até dezembro por uma solução.

Desde a sua suspensão, Jobson está impedido de ter contato com o futebol profissional. O contrato do jogador com o Botafogo, que o prendia ao clube até o dia 24 de junho, foi suspenso assim que a punição foi anunciada.

De lá para cá, Jobson preferiu esperar por uma definição de sua situação em Conceição do Araguaia, no Pará, ao lado de familiares. O atacante chegou a ser detido pela polícia local ao ser acusado de dirigir alcoolizado.

Fonte: Extra Online