A versão 2015 do Botafogo adotou estratégia diferente para fazer Jobson renascer. Depois de inúmeras indisciplinas, afastamentos, empréstimos e até casos de doping, a diretoria não o trata como uma estrela e ainda tem um trunfo nas mãos: o contrato dele expira em junho. Isto é: Jobson tem quatro meses para provar que o comportamento extracampo foi um rio que passou em sua vida.

— Não acredito que Jobson seja ainda uma interrogação — assegura o gerente de futebol Antônio Lopes, que, em seu currículo, tem o convívio com craques do quilate de Romário e Edmundo: — Ele vem mostrando para nós que pode render de acordo com sua qualidade. Não temos um tratamento diferenciado para um jogador. Mas, pelo que vemos do Jobson, o desempenho tem tudo para ser bom.

Ex-delegado, Lopes trabalha com sinceridade. Olho no olho e trabalho baseado na disciplina. O que vale para um, vale para todos. Jobson, diz o gerente de futebol, tem obedecido às regras. O técnico René Simões forma par com Antonio Lopes nessa busca pelo talento do jogador, tantas vezes desperdiçado pela indisciplina.

— Não temos um profissional específico para trabalhar a parte psicológica, quem faz esse trabalho sou eu, é o René ou outro membro da comissão técnica — explica Antonio Lopes: — Jobson tem sido regular nos treinos, tem chegado no horário correto. Nada diferente dos demais atletas do clube.

Nas últimas semanas, Jobson voltou a brilhar em campo. Contra o Bangu e depois diante do Friburguense, fez gols e deu passes para Bill. As boas atuações somadas ao comportamento profissional dão a esperança de que Jobson acordou para a vida. Vale lembrar, no entanto, que, depois da partida contra o Bangu, o atacante afirmou ter sofrido um castigo do técnico do Botafogo. Treinador de Jobson no Bahia, René sabe a fera que tem em mãos. Por isso, morde e assopra.

— É bom ver o Jobson assim, inclusive nos treinos. Outro dia, ele foi o primeiro a chegar ao ônibus na nossa saída. Essas coisas eu vou anotando. São bons indicadores, e tomara que ele entenda que poder ser protagonista — afirmou o técnico.

Fonte: Extra Online