Botafogo se irrita com arbitragem e Oswaldo é expulso

Compartilhe:

A arbitragem do mineiro Alício Pena Junior tirou os jogadores do Botafogo do sério neste domingo, na vitória sobre a Portuguesa no Canindé. Um pênalti não marcado sobre Seedorf , um toque de mão de Luis Ricardo que quase resultou em um gol da Lusa e os critérios do juiz foram as principais reclamações de atletas e do técnico Oswaldo de Oliveira.

– O pênalti para a gente ele (o árbitro) não marcou. Ele está dando tudo que é falta para o time dos caras e nada para a gente – reclamou Vitinho na saída para o intervalo.

No final do primeiro tempo, Luis Ricardo, atacante da Portuguesa, levou vantagem em uma jogada na qual a bola bateu em seu braço. O jogador invadiu a área e chutou para grande defesa de Jefferson. Quando terminou a primeira etapa, o goleiro foi para cima de Alício reclamando do toque de mão e recebeu cartão amarelo. O técnico Oswaldo de Oliveira também reclamou e foi expulso, assistindo ao segundo tempo das tribunas do estádio.

– Não tá normal. Duas bolas na mão e ele diz que não foi intencional. O pênalti aconteceu. Fui falar com ele e ele me deu o amarelo. Também teve a bola na mão que ele não deu nada e foi intencional – disse o goleiro.

O Botafogo volta à campo na próxima quinta-feira, às 21h50, no Maracanã. O alvinegro enfrenta o Atlético-MG no jogo de ida pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Pelo Brasileirão, o Botafogo defende a liderança contr o Atlético-PR, na Arena da Baixada, no próximo domingo, às 18h30.



Fonte: Globoesporte.com
Comentários