Kalil ‘chora’ juiz: ‘Esse sujeitinho veio operar o Atlético’ (!?)

Compartilhe:

Assim como a torcida do Atlético-MG e seus jogadores, o presidente do clube rasgou o verbo contra a arbitragem de Galo 2 x 2 Botafogo, no jogo que decretou a saída do time mineiro da Copa do Brasil, no Independência. Wilton Pereira Sampaio, de Goiás, irritou Alexandre Kalil e o mandatário chegou até a insinuar um favorecimento aos times do Rio de Janeiro.

– Na quarta de final vem esse sujeitinho operar o Atlético. Porque eles (time do Rio) pagam salário? Eles pagam gravatinha para ficar na CBF segunda quarta e sexta – disse o cartola do Galo, logo depois da derrota do seu time no placar agregado.

Kalil disse ainda que a saída de Ricardo Teixeira da presidência da CBF (nunca foi amigo do antigo dono do futebol brasileiro) é um fator primordial para a arbitragem brasileira ter sofrido uma queda de rendimento. O presidente do Atlético ainda citou que a escalação de Sampaio foi errada, já que Vuaden, considerado por ele como um dos melhores da função no Brasil, ficou encarregado de apitar um ‘simples’ Galo x Lusa, no domingo passado.

– Não precisa pagar salário, para que? Sendo que tem um bando de vagabundo, ladrão. A arbitragem brasileira piorou depois da saída de Ricardo Teixeira. Eles colocaram o (Leandro) Vuaden para apitar Atlético e Portuguesa, temos que raciocinar. Ter um pouco de maldade.



Fonte: Lancenet!
Comentários