O maior obstáculo para a regularização do chileno Leo Valencia, contratação do Botafogo no meio da temporada, foi ultrapassado. O jogador conseguiu o visto de trabalho brasileiro após um longo processo burocrático causado por sua condenação por agressão à ex-noiva no Chile. A Polícia Federal recebeu o documento necessário do Ministério de Relações Exteriores do Chile.

Agora, Valencia precisa ser inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF para poder atuar pelo Campeonato Brasileiro, o que deve ser feito assim que o visto for emitido. Quarta-feira, contra o Palmeiras, ele já deve ter condições de jogo.

O atleta vem treinando normalmente desde que foi contratado, mas o trâmite de documentos impedia que ele conseguisse o visto de trabalho. O GLOBO revelou que até o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, se envolveu no processo para tentar agilizar a conclusão do impasse.

Com a saída de Camilo e a aposentadoria de Montillo, o Botafogo ficou sem um camisa 10 de peso no elenco – Leandrinho ainda é jovem e volta de lesão grave -, portanto buscou dois no mercado: Marcos Vinícius e Valencia. O primeiro já estreou. Além deles, João Paulo, volante de origem, vem atuando na posição e indo bem – foi um dos melhores em campo contra o Atlético-MG, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil.

Fonte: Extra Online