Após eliminação na Libertadores, o Botafogo passou a focar todas as atenções no Campeonato Brasileiro. Com esse quadro, havia uma expectativa pela evolução do time. Não é o que está ocorrendo. Pelo contrário. O time atravessa uma queda técnica e só evitou mais uma derrota nessa quarta-feira graças a um gol aos 50 minutos do segundo tempo que deu o empate contra o Avaí por 1 a 1, fora de casa.

A queda de performance é devido ao fato de vários jogadores não conseguem repetir o bom futebol de outros momentos na temporada. O caso mais emblemático é o de Rodrigo Pimpão. O atacante ganhou destaque pela importância tática e gols importantes que marcou no ano – principalmente na Libertadores. O jogador, porém, caiu de rendimento e não tem feito nem uma coisa, nem outra. Já são dez jogos sem balançar as redes.

Rodrigo Pimpão não é um caso isolado. Outros jogadores também apresentam queda de rendimento. Casos de Matheus Fernandes, Igor Rabello e Victor Luis. Os três foram peças importantíssimas do Botafogo na temporada, mas não atravessam grande momento no ano.

Reprodução/Instagram

“A gente classifica muito das partidas. Não tem uma oscilação, quando você está no segundo lugar desse turno. Amanhã o comando volta para o Jair, que já vai preparar a equipe para pegar o Corinthians. A postura será a mesma. Acreditando jogo a jogo. Vamos levar dessa forma”, disse o auxiliar técnico Emilio Faro após empate com Avaí.

Por outro lado, é preciso ressaltar a regularidade de alguns companheiros. Gatito Fernandes é o grande expoente. Além do paraguaio, Carli, Lindoso e João Paulo seguem atuando em alto nível.

Apesar de heroico, o resultado não foi bom para o Botafogo, que chegou aos 44 pontos, mas poderá ser ultrapassado pelo Flamengo nesta quinta-feira – recebe o Bahia, no Rio de Janeiro. O Alvinegro volta a campo na segunda, quando receberá o Corinthians, no Nilton Santos.

Fonte: UOL