O Botafogo poderia ter segurado o lateral-direito Gilberto ou então ter faturado mais numa negociação. Vendido para a Fiorentina por 1 milhão de euros, já que seu contrato se encerra em dezembro, o jogador queria prorrogar em janeiro seu vínculo por mais um ano, sem aumento salarial – recebia R$ 35 mil. Na ocasião, ele tinha acabado de voltar de empréstimo ao Internacional.

Segundo o blog Bastidores FC, do Globoesporte.com, o empresário de Gilberto se encontrou no início do ano com o vice-presidente de futebol do clube, Antônio Carlos Mantuano, e o gerente de futebol, Antônio Lopes. Ao ouvir o nome de Gilberto, Lopes perguntou quem era o atleta:

– É aquele garoto… da lateral – disse Mantuano.

– Ah, mas temos um ano pra avaliar o garoto… – disse Lopes.

Gilberto não renovou, e o Botafogo tentou segurá-lo no meio deste ano, oferecendo salário de R$ 120 mil e luvas de R$ 400 mil. Mas o “garoto da lateral” preferiu ir mesmo para a Itália.

Fonte: Globoesporte.com