A quinta-feira será um dia de festa dentro do elenco do Botafogo. Sua maior joia, Luís Henrique completa 18 anos neste dia 17 de março. E um presente pode estar a caminho. O contrato com o Botafogo vai até o mês de maio do próximo ano. Porém, o Alvinegro quer mais. O clube estuda uma proposta de renovação de vínculo e inclusive já iniciou conversas preliminares com o jogador. Valores ainda não foram discutidos.

Após surgir como um meteoro em 2015, Luís Henrique ainda não conseguiu uma posição sólida no time de Ricardo Gomes nesta temporada. Atualmente, o atacante, avaliado em R$ 60 milhões, tem ficado como opção no banco de reservas. Ribamar, outro garoto de 18 anos, é o dono da vaga atualmente. Avaliado como extremamente promissor, Luís Henrique conta ainda com a cautela da comissão técnica do Botafogo para não ser “queimado” – Ribamar também. Inclusive, um camisa 9 mais experiente ainda está nos planos da diretoria do Alvinegro.

Natural de Vila Velha, mas com toda a infância vivida em Itarana, Região Central do Espírito Santo, Luís Henrique chegou ao Botafogo em 2013 após a mãe e empresária, Tanara Farinhas, apresentar um DVD ao clube, que o aceitou na base. Antes disso, o atacante teve passagens frustradas pelas categorias inferiores de Flamengo e Bahia. Logo no primeiro campeonato que disputou pelo Alvinegro foi vice-artilheiro: 16 gols no estadual no sub-15. No entanto, foi na Copa do Brasil Sub-17, competição em que o Botafogo foi vice-campeão, que Luís Henrique despontou para o cenário brasileiro. Com 14 gols, o atacante foi o responsável por 60% das vezes em que o alvinegro balançou a rede na competição. E mais: deixou de marcar em apenas um jogo e fez dois “hat-tricks”. Tudo isso em só 10 partidas.

Fonte: FutNet