Com mais uma atuação pífia de seus reservas e atletas do sub-20, o Botafogo conheceu sua segunda derrota em dois jogos no Campeonato Carioca ao ser superado pelo Madureira por 2 a 0 na tarde desta terça-feira, em Conselheiro Galvão. É duro escrever, mas o Glorioso é o lanterna do Grupo A da Taça Guanabara, com nenhum ponto somado.

Se já tinha feito uma atuação ruim na estreia contra o Volta Redonda enquanto os titulares fazem a pré-temporada no Espírito Santo, a equipe alternativa do Botafogo foi ainda pior no subúrbio carioca. E começou logo sofrendo o gol: aos seis minutos, Luciano Naninho fez a jogada pela esquerda, jogou na área, Kanu afastou mal e Emerson Carioca encheu o pé para fazer 1 a 0.

O Botafogo seguiu no jogo sem qualquer criatividade e não ameaçou o gol do Madureira. O Tricolor Suburbano, por sinal, é quem continuou jogando melhor, conseguindo boas estocadas com Ygor Catatau e Luciano Naninho. O Glorioso poderia ter ido para o intervalo com um prejuízo ainda maior não fosse Diego Cavalieri: após contra-ataque, Humberto finalizou e o goleiro alvinegro salvou com uma saída providencial.

Pensou que o Botafogo fosse reagir no segundo tempo? Pensou errado. O Madureira continuou muito melhor. Logo aos três minutos, Diego Cavalieri e Gustavo Bochecha não se entenderam e Emerson Carioca perdeu um gol feito. Depois, aos 10, Edmário perdeu outra chance, ao subir sozinho de cabeça. O segundo gol saiu aos 17: Luciano Naninho cobrou escanteio e o possante Ygor Catatau fez de cabeça 2 a 0.

O Botafogo chegou a diminuir aos 27 minutos com o zagueiro Sousa, após bola parada, mas o árbitro invalidou o lance por um motivo que ninguém entendeu – não havia impedimento. Depois, Dedé também teve a chance no rebote do chute de Ênio, mas desperdiçou. Resumo: uma tarde lamentável e mais um vexame para o Botafogo, independentemente de ser time A, B ou C – é a camisa gloriosa em campo e é preciso ter respeito e responsabilidade.

Próximos jogos

Já com os titulares que estavam no Espírito Santo, o Botafogo volta a campo no domingo para enfrentar o Macaé, às 19h, no Estádio Nilton Santos, pela terceira rodada da Taça Guanabara. Depois, no dia 30, joga novamente em casa diante do Resende.

FICHA TÉCNICA
MADUREIRA 2 X 0 BOTAFOGO

Local: Conselheiro Galvão
Data-Hora: 21/1/2020 – 16h
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Diogo Carvalho Silva (RJ) e Thiago Gomes Magalhães (RJ)
Renda e público: R$ 31.300,00 / 1.309 pagantes / 1.475 presentes
Cartões amarelos: Rhuam, Humberto (MAD); Lucas Barros, Kanu (BOT)
Cartões vermelhos:
Gols: Emerson Carioca 6’/1ºT (1-0), Ygor Catatau 17’/2ºT (2-0)

MADUREIRA: Douglas; Rhuam (Gedeílson 33’/2ºT), Marcelo Alves, Edmário e Marlon; André, Humberto e Luciano Naninho (Bruno 44’/2ºT); Wander, Ygor Catatau e Emerson Carioca (Luam 26’/2ºT) – Técnico: Toninho Andrade.

BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Fernandes, Kanu, Sousa e Lucas Barros; Caio Alexandre, Gustavo Bochecha (Wenderson 32’/2ºT) e Luiz Otávio (Rafael Navarro 13’/2ºT); Lucas Campos (Dedé 13’/2ºT), Igor Cássio e Ênio – Técnico: Bruno Lazaroni.

Fonte: Redação FogãoNET