Gramado alto, arbitragem, nada serviu de desculpa para o técnico Vagner Mancini sobre a derrota para o Goiás por 2 a 0, nesta quarta-feira, em Juiz de Fora. Com um discurso firme, o treindor do Botafogo criticou a falta de efetividade nas conclusões e a atuação ruim do time depois que a equipe goiana marcou o primeiro gol.

– Não podemos falar de campo, do juiz, de nada. O Botafogo teve o jogo nas mãos, foram pelo menos cinco oportunidades claras, aí sofreu o gol e foi como se desligasse uma chave geral, não mostrou mais nada de positivo, e no final do jogo voltou a ser um pouco mais incisivo no ataque. No momento em que teve o jogo nas mãos, o time acabou bobeando e pagou caro. Foi uma derrota que não estava nos nossos planos. A parte emocional acabou pesando mais uma vez – afirmou Mancini, completando:

– É muito mais difícil você analisar o time nas derrotas, porque fica muita coisa evidente. Mas não está tudo errado, o Botafogo foi melhor durante 55 minutos e depois acabou dando chances ao Goiás, uma equipe que estava acuada e mal chegava na sua área. Aí fez o gol e passou a mandar no jogo, com mais organização, e até então era nossa equipe que tinha isso. É claro que todos estamos chateados. Temos que tentar absorver isso o mais rápido possível e o emocional do atleta precisa ser mais uma vez fortalecido. Vamos refletir e tomar as decisões já para o jogo seguinte.

Fonte: Redação FogãoNET