O Botafogo anunciou em seu site oficial a contratação de Carlos Alberto. A chegada do novo jogador, no entanto, já foi o principal assunto do dia no clube. O técnico Vagner Mancini, que já havia trabalhado com o atleta no Vasco, em 2010, teceu elogios do novo comandante, que revelou ter tido um contato telefônico com o apoiador para traçar planos em sua nova casa.

Antes mesmo de a chegada de Carlos Alberto ser oficial, Mancini já falava sobre o atleta e como ele será utilizado na equipe. Pela versatilidade do jogador de 29 anos, o treinador tem duas opções: mais próximo do gol ou armando as jogadas vindo de trás.

“O nome foi sugerido pela diretoria, que me chamou há alguns dias. Ele tinha a chance de vir, não é oficial, mas está muito perto. Trabalhei com ele no Vasco e sei do seu potencial. Acima da média e não só dentro de campo. Tem jogado pouco em relação ao que pode fazer. Já batemos um papo e avaliamos que pode ser útil ao Botafogo. Por isso aprovei a contratação”, disse .

“Pode ser usado como segundo atacante ou como meia que joga atrás deles. Tem muita força física, arrancada interessante, é uma posição que temos certa carência no futebol brasileiro. Talvez se encaixe bem em uma dessas funções”, completou o treinador do Botafogo.

Além da má fase dentro de campo, a contratação de Carlos Alberto tem sido questionada também por conta das polêmicas extracampo. Vagner Mancini disse que tudo isso foi abordado em uma ligação feita por ele e que o jogador se mostrou na mesma linha de pensamento coletivo do grupo e vontade de dar a volta por cima.

“O atleta vive um momento em que não gosta. Quer voltar a ser aquele belo jogador que foi. Ganhou títulos na Europa. Se analisarmos as nossas vidas, terão coisas feitas no passado em que nos arrependemos e feito algo diferente. Todo ser humano passa por isso e não estou aqui para julgar. Não vamos julgar ninguém. Temos que abraçá-lo e ele ao Botafogo”, afirmou.

“Queremos fortalecer a equipe. Foram colocados os nossos conceitos de trabalhos e ele gostou. Ele tem potencial para chegar e jogar em qualquer clube. Deve estar integrado e pensar como todos aqui pensam. É articulado e esclarecido. Ele sabe onde vai chegar. Não vejo nada muito fora disso. É uma compra em uma posição que temos carência. Técnica e taticamente vai nos ajuda bastante”, concluiu.

Fonte: UOL