O Botafogo usou a estratégia de fechar o treinamento para esconder detalhes de seu treinamento nesta sexta-feira. O técnico Vagner Mancini, no entanto, não fez questão de ocultar os planos para a escalação da equipe. O comandante alvinegro deixou dica de como irá montar o time após 1h de trabalho tático com portões do Engenhão fechados.

Jogadores e treinador fazem os últimos ajustes para clássico com o Flamengo, marcado para as 18h30 deste domingo, no Maracanã.

O duelo promete ser quente, já que o Rubro-Negro vive crise e aparece na lanterna do Campeonato Brasileiro, com sete pontos. O Botafogo também está na parte inferior da tabela: 13ª posição, com 12 pontos.

Os jornalistas puderam entrar no Engenhão quando os atletas faziam parte final da atividade. O seguinte time foi definido para a atividade: Jefferson; Edílson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Airton, Gabriel, Bolatti e Carlos Alberto; Zeballos e Emerson Sheik. Mancini não assegura que essa será a escalação do time no domingo.

“Não vou adiantar a escalação e nem dar pistas. Do outro lado, tem gente que sabe armar. Nesse momento, a gente tem que usar o mistério também. Não que isso vá interferir diretamente no jogo, mas pode nos dar algum tipo de benefício. Escondendo a escalação, você não dá chance e tempo para que a outra equipe se arme”, disse Mancini em coletiva.

O camisa 7 do Botafogo, assim como o reserva Carlos Alberto, deixaram o trabalho antes que os demais jogadores. A dupla, porém, não preocupa. Quem também deixou de ser dor de cabeça para Mancini foi o volante Airton. Ele se recuperou de subluxação no cotovelo esquerdo e está confirmado no time.

Fonte: UOL